segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Melhores músicas para um dia ruim

   Voltei!!! Dessa vez para ficar.
   Esses dias tenho me sentido um pouco pra baixo, sem rumo, sem um objetivo. Tenho vontade de ficar dias deitada na cama com preguiça de fazer tudo. Um dia desses, resolvi pesquisar umas músicas novas para ver se me dava um ânimo a mais e deu muito certo. Pelo menos resolvi criar vergonha e resolver minha vida!
   Também está assim? Confira as músicas aí e vai dançar, ser humano!

Let Me Love You, DJ Snake e Justin Bieber

   Essa música <3
   Eu fiquei procurando muito essa música depois que a ouvi pela primeira vez. Estava olhando uma playlist no spotify e lá estava ela! É uma parceria com o DJ Snake e o Justin Bieber e tem uma pegada bem eletrônica, mas bem gostosa de ouvir. Te anima na hora!
   Não consegui achar ela para colocar para vocês, mas se pesquisar no youtube fica mais fácil.

This One's For You, David Guetta e Zara Larsson



   Pensa David Guetta e Zara Larsson na mesma música! Sem palavras...
   Também tem uma pegada eletrônica e é o tipo de música que te faz dançar por aí assim que começa tocar.

Mama Said, Lukes Graham



   Gente, pirei nessa música assim que começou com o coro das crianças. É tão bonitinho! Te faz ficar feliz e com uma sensação bem gostosa.

Cold Water, Major Lazer e Justin Bieber 



   Essas parcerias com o Justin estão muito maravilhosas! Essa também tem uma pegada eletrônica (como quase todas as músicas desse post) e é muito gostosa.


   Baixe as músicas, coloque um fone de ouvido e dance!

quarta-feira, 27 de abril de 2016

2 séries que você precisa assistir

   E a louca das série voltou!!!!! Como sempre, trazendo mais séries novas maravilhosas para você que anda procurando coisas para assistir no netflix.

Teen Wolf
   Aposto que todo mundo conhece ela! Bom, há um tempo, eu tinha começado a assisti-la, masssss parei na 2º temporada e não tive mais vontade de continuar. Aí, resolvi tomar vergonha na cara e voltar a assistir teen wolf. Gente, eu não parei mais.
   A série mostra um garoto, Scott, nada popular, com asma e com um único amigo, o Stiles (lindo, perfeito, maravilhoso!). Quando eles vão a procura de um corpo de uma garota desaparecida, Scott é mordido por um lobisomem, um alfa. E a vida dos dois vão mudar para sempre.
   É uma série com problemas que todo adolescente passa, com muito romance e provas de amizade. E, claro, muitos lobisomens, gente sobrenatural e o Stiles! Vale muito a pena assistir!

Supernatural
   Então, quando parei Teen Wolf, eu comecei essa. Todo mundo recomendava e eu não fazia a mínima ideia do que se tratava. Obviamente, fala sobre coisas sobrenaturais e me apaixonei logo no Piloto de tão perfeita que essa série é. Ainda não consegui terminar, estou na 3º temporada e são mais de dez, mas já é o bastante para ela ser recomendada.
   Começa com a história de uma família. Quando o filho mais novo faz seis meses, um demônio entra na casa, coloca fogo e mata a mãe. Desde então, o pai vem tentando achar esse demônio e acaba levando a família para o mundo sobrenatural. Eles se tornam caçadores.
   O filho mais novo, Sam, decide que não quer mais fazer parte disso e vai para a faculdade. Ele é obrigado a voltar para o negócio da família quando encontra seu irmão mais velho, Dean, e ele o avisa que seu pai desapareceu.
   Cada episódio é um novo mistério até eles encontrarem o pai. É viciante!!! Eu dou altas gargalhadas, já chorei e já comemorei. Muito boa!!

   E, aí? Gostaram?

terça-feira, 26 de abril de 2016

Ed Sheeran Book Tag

   Primeira vez respondendo uma tag aqui no blog!!
   Quem criou ela foi a Melina Souza, do blog Serendipity, e me deu uma vontade muito grande de respondê-la desde a primeira vez que fiquei sabendo dela, mesmo não tendo um canal. Ela pegou músicas do Ed Sheeran e encaixou situações de leitores nelas.

Take it Back: um livro que você se arrependeu de ter comprado
   Com toda certeza, foi o livro Louca por Você, da A.C. Meyer. Eu, como uma boa romântica, me interessei por esse livro quando uma booktuber o recomendou, mas eu não sabia que era um New Adult e tinha algumas cenas impróprias para a minha idade. Além disso, a história é muito chata e logo larguei ele no comecinho.

One: o primeiro livro que te marcou
   Já falei dele e vou repetir. O primeiro livro que me marcou e que me fez entrar no mundo literário foi A Sociedade Secreta da Bola de Cristal Cor de Rosa.

Kiss Me: um livro que tenha um personagem que você se apaixonou loucamente
   Zoella conseguiu fazer eu me apaixonar por Noah, em Garota Online. Ele é o tipo de garoto que toda garota já sonhou em ter: lindo, músico, fofo e com um coração enorme!

The A Team: um livro que faz parte do seu top 5 da vida
   Os Bons Segredos, de Sarah Dessen. Foi um livro que me apaixonei pela resenha e mais ainda pelo livro e pelos personagens!

The City: um livro que se passa em alguma cidade que você ama
   Harry Potter. Não se passa exatamente em Londres, mas algumas partes sim e Londres é a minha cidade preferida do mundo inteiro!

One Night: um livro que você virou a noite lendo
   Eva, da Anna Carey. É um livro curto, mas com uma história que te prende até o final e te faz desejar mais!

Let it Out: um livro que assim que acabou fez você sentir que precisava conversar com alguém sobre
   Jogador nº1, do Ernest Cline. Li ele por recomendação de uma amiga e várias vezes tive vontade de parar o livro e comentar algo com ela. E o final me deixou com mais vontade ainda de falar com ela. 

You Break Me: um livro que te deixou bem mal
   Cidade de Papel, do John Green. Vamos dizer que o final é bem inesperado...

Smile: um livro que te deixou bem feliz
   Perdida, da Carina Rissi. Quando a Sofia consegue voltar para os braços do Ian novamente... Meu Deus! Não coube tanta felicidade no meu coração!

I can’t spell: um livro ou autor que você não consegue pronunciar o nome.
   O autor Eowyn Ivey, que escreveu A Menina da Neve.

   E, aí? Gostaram?

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Resenha: Jogador Nº1

Autor: Ernest Cline
Editora: Leya Brasil
Páginas: 464

   No ano de 2044, o mundo é totalmente diferente. A Terra já não é mais a mesma e a fome e o desemprego abateu toda a população. Para fugir disso, eles entram em outro mundo, o OASIS. Um mundo virtual onde podem ser qualquer coisa a qualquer momento, tudo inspirado na cultura dos anos 1980. Podem estudar, trabalhar, viajar e interagir com outras pessoas.
   Tudo muda quando o criador do OASIS, James Halliday, morre e deixa escondido nele sua grande fortuna e poder. Os melhores dos melhores encontrarão suas pistas e acharão o easter egg. Terão que enfrentar muitos desafios e encontrar as três chaves para serem o herdeiro de toda aquela fortuna.
   Wade Watts é um de vários que estão procurando esse misterioso ovo, mas marcará a história. Ele foi o primeiro a encontrar a primeira chave e sua vida inteira mudará a partir daí.
   Ele terá que enfrentar muitos adversários, entre eles a famosa IOI, uma empresa que pode destruir o OASIS.

   Confesso que o começo foi um pouco cansativo. Era uma apresentação do mundo, dos personagens, da história. Não tinha muita coisa acontecendo, mas assim que o Wade conseguiu a primeira chave, o livro começou a ficar interessante.
   É um livro bem nerd, com muitas referências de jogos e filmes, mas muito bom mesmo. Fiquei impressionada com o autor por ele criar um mundo tão complexo e ainda conseguir colocar um romance no meio disso tudo! Uma história muito bem bolada.
   E que final, hein? Eu ri, chorei e me diverti bastante lendo as 464 páginas.
   É bom sair um pouco do que eu já estava acostumada a ler! Recomendo muito!

   E, aí? Deu vontade de ler?
 

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Péssima amiga

   Nós temos o costume de sempre reclamarmos de nossos amigos e do jeito que eles nos tratam. O grande problema é que, na maioria das vezes, esse jeito é como um espelho: eles nos tratam do jeito que nós os tratamos.
   Sabe aquele ditado "Tudo o que você dá, você recebe"? Então. Se você acolhe seu amigo, ele também te acolherá. Se você ajuda seu amigo, ele também te ajudará. Se você ama seu amigo, ele também te amará. Mas se você bate no seu amigo, critica-o, machuca-o psicologicamente e trata-o como cachorrinho, ele também fará a mesma coisa. É algo mútuo. O que você planta, você colhe.
   Aí, se ele te trata assim, do mesmo jeito que você o trata, você sai reclamando para o mundo falando que ele te trata mal, que não merece seu respeito, que você é o inocente da situação. Mas você já se olhou nessas situações? Já parou para pensar em como você o trata?
   E é nessas horas, quando alguém vem jogar a verdade na sua cara, que você pensa: Meu Deus, eu sou a pior amiga do mundo! E você se sente a pior pessoa do mundo. Sério, é uma sensação muito ruim.
   Sabe o que é pior? Não saber como pedir desculpas...
   

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Motivações para escola

   Eu sei que é difícil levantar da sua cama confortável e pegar no livro para estudar. Eu sei que você faz porque é obrigada. Vamos combinar que assistir aquela série ou ler aquele livro é beeeeem melhor que estudar, não é? Porém, é necessário. Ou vai me dizer que prefere repetir o mesmo ano?
   Esse post, amigo(a), é para te ajudar. Sei que é chato, mas motivação é tudo!


   Sabe aquela sua parede vazia em frente sua mesa de estudos e sabe aquele famoso mural de fotos que bomba no Tumblr? Então. E se eu te disser que eles formam o par perfeito?
   Vai lá no pinterest, no tumblr, no we heart it ou no google e separa as fotos que você mais gostou. Pode ser de um ator, de uma frase, de um livro ou qualquer outra coisa que chamou sua atenção. Agora, imprima todas elas e pendure no barbante que você colocou. Sério, toda vez que não gosto da matéria que estou estudando, eu olho para cima e vejo a foto do Dylan O'Brien. Só assim eu consigo continuar estudando!


   Coisas fofas fazem a diferença na hora de estudar. Um caderno personalizado, um resumo bonitinho, uma caneta paparicada... Enfim. Eu olho para aquele tanto de marca-textos, canetas e post-its e penso: Meu Deus, preciso usar isso!


   Comida é vida. Eu estudo comendo ou com uma garrafa de água do lado. Uma maçã cortada, uma tangerina, uma laranja, um chocolate, um salgadinho, um café... O que eu estiver com vontade de comer! Me dá uma energia, principalmente quando estou com sono (toda hora).


   Não sei vocês, mas frases me motivam. Eu acho um monte no We Heart It, salvo, escrevo e colo na minha parede. Frase: Você trabalhou tanto para parar agora! Meu pensamento: É mesmo, né? Vou continuar estudando. 


   Estudar com amigos: melhor coisa. Vocês vão se ajudando até onde der. E vocês brincam e fazem palhaçadas para descontrair um pouco. Muito bom!

   E, aí? Quais são as suas motivações?

terça-feira, 12 de abril de 2016

Carta de uma viciada em séries

   Pois é, querida série. Foi só eu ver o Piloto para eu me apaixonar, para você fazer eu amar todos os personagens e ainda querer mais. Fiquei em um relacionamento sério com o Netflix e não conseguia mais não apertar o botão para o próximo episódio. E quando o episódio terminava na metade? Fiquei por sua conta.
   Estudar que é bom, nada. A cada episódio um suspense diferente, uma emoção diferente. E quando morre algum personagem? Meu Deus, uma parte minha morria junto. Eu chorava junto, ria junto, brigava junto, apaixonava junto, sentia junto.
   Você me viciou. Passei a ver as coisas com olhos da série, tudo eu relacionava e isso me fazia sentir a mesma emoção que senti quando te vi pela primeira vez. Passei a ter fotos dos atores no meu celular e no meu diário, comecei com uma paixão platônica. Ainda bem que não foi doentio...
   A cada personagem novo, um sentimento brotava e mais uma foto entrava para a minha coleção. E quando eu achava que tudo vai ficar bem... BANG! Lá vem mais outro vilão para arruinar meu momento feliz de ver todos felizes. E a toda coisa recomeça...
   Mas o que é bom sempre acaba. Uma hora você chega ao fim, uma hora é hora de dizer adeus. Chega no último episódio da série inteira: FIM. Essa simples palavra destrói corações, sabia? Eu não vou mais ficar ansiosa esperando pelo próximo episódio, não vou mais esperar ansiosamente para chegar em casa e abrir o Netflix. Acabou. Fim. The end. Meu personagem favorito não vai mais fazer piadinhas, não vai mais sorrir para você. É como se eu estivesse de ressaca depois de uma longa noite de bebidas.
   Porém, nada me impede de ver tudo outra vez! :)